segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Glórias Benfiquistas - Neto


NETO


José António da Conceição Neto

05 / 10 / 1935 - Faleceu em 1999

Montijo


Clubes : Montijo / BENFICA / Sporting de Braga


Iniciou a sua carreira futebolística no Montijo e, ao mesmo tempo, trabalhava na fábrica de cortiça de dois grandes benfiquistas : Manuel da Luz Afonso ( dirigente do clube e o futuro seleccionador de Portugal no Mundial de 1966, em Inglaterra ) e António Manuel da Silva.

No início da época de 1958 / 59, a equipa "reserva" do Benfica foi disputar um jogo amigável com o Montijo. Essa era uma oportunidade única para Neto "convencer" Otto Glória que estava a presenciar o encontro nas bancadas e, no final do mesmo, o técnico brasileiro deu o seu aval para a contratação do montijense, o que se concretizaria pouco tempo depois.

Após um normal período de adaptação e de treino específico para aumentar a sua massa muscular, Neto estreou-se pela equipa titular no Barreiro com uma vitória por 3 - 1. Nessa época o Benfica perdeu o título para o Porto, mas conquistou a Taça de Portugal vencendo precisamente na final os portistas por 1 - 0 ( golo de Cavém aos 13 segundos ).

Os anos seguintes são de glória e culminam com a conquista de duas Taças dos Campeões Europeus. Neto era um centro campista combativo, lutador, voluntarioso ( um jogador "à Benfica" ) e que fazia o chamado "trabalho de sapa" na extraordinária equipa do Benfica dos anos 60. Por esse motivo, a colecção "Ídolos do Desporto" no fascículo que lhe dedicou, apelidou-o de "A Formiga do Benfica".

Com a chegada do chileno Fernando Riera ao Benfica, na época de 1962 / 63, aconteceu a Neto uma autêntica "travessia do deserto", devido à táctica introduzida pelo treinador chileno, ou seja, atrasar Coluna e promover a entrada de Santana para o meio campo. Aliás, nessa época, só efectuou dois jogos a contar para a Taça de Portugal e ambos contra o Luso do Barreiro.

Nas temporadas seguintes ( excepto a de 1963 / 64 com Lajos Czeisler ) a sua presença na equipa titular foi sendo cada vez menos assídua, mas em 1965 disputou a sua última final da Taça dos Campeões Europeus frente ao Inter ( 0 -1 ), em Milão.

Na época de 1966 / 67 rumou a Braga, onde viria a terminar a sua carreira.


Benfica :

Campeão Nacional da 1ª Divisão : 5

1959 / 60 - ( 21 jogos / 0 golo )

1960 / 61 - ( 22 jogos / 0 golo )

1962 / 63 - ( não disputou nenhum jogo )

1963 / 64 - ( 18 jogos / 3 golos )

1964 / 65 - ( 8 jogos / 1 golo )


Campeonato Nacional da 1ª Divisão

1958 / 59 - ( 19 jogos / 1 golo )

1961 / 62 - ( 13 jogos / 0 golo )

1965 / 66 - ( 3 jogos / 0 golo )

Taça de Portugal : 3

1958 / 59 - Benfica - Porto 1 - 0

Bastos; Serra e Mário João; NETO, Artur e Alfredo; Palmeiro, Coluna, Águas, Santana e Cavém.
Disputou 9 jogos

1961 / 62 - Benfica - Setúbal 3 - 0
Disputou 6 jogos

1963 / 64 - Benfica - Porto 6 - 2
Disputou 4 jogos

Taça de Honra de Lisboa : 1

1962 / 63 - Benfica - Sporting 4 - 0
Benfica - Atlético 3 - 1 ( não jogou )

Taça dos Campeões Europeus : 2

1960 / 61 - Benfica - Barcelona 3 - 2 ( Estádio Wankdorf - Berna )

Costa Pereira; Mário João e Ângelo; NETO, Germano e Cruz; José Augusto, Santana, Águas, Coluna e Cavém.
Foi totalista ( 9 jogos )

1961 / 62 - Benfica - Real Madrid 5 - 3 ( Estádio Olímpico - Amesterdão )

Disputou um jogo : Nuremberga - Benfica 3 - 1

Final da Taça dos Campeões Europeus

1964 / 65 - Inter - Benfica 1 - 0 ( Estádio San Siro )

Costa Pereira; Cavém, Germano, Raúl e Cruz; NETO e Coluna; José Augusto, Torres, Eusébio e Simões.

Disputou 3 jogos, incluindo o da final.

Taça Intercontinental - 1961

1º jogo - Benfica - Peñarol 1 - 0 ( Estádio da Luz )
2º jogo - Peñarol - Benfica 5 - 0 ( Estádio Centenário )
3º jogo - Peñarol - Benfica 2 - 1 ( Estádio Centenário )

Costa Pereira; Mário João, Saraiva ( Humberto Fernandes ), Cruz e Ângelo; NETO e Coluna; José Augusto, Santana ( Eusébio ), Águas ( Mendes ) e Cavém.
Disputou os 3 jogos.

Pequena Taça do Mundo - 1965

Torneio que se disputava em Caracas, Venezuela. A edição desse ano só contou com duas equipas, Benfica e Atlético de Madrid. Segundo os regulamentos, para conquistar o torneio era necessário vencer um encontro e empatar outro. Caso cada clube alcançasse uma vitória seria disputado no segundo encontro um prolongamento de 30 minutos para se apurar o vencedor. O Benfica acabou por vencer o torneio.

1º jogo - Atlético de Madrid - Benfica 3 - 0
2º jogo - Benfica - Atlético de Madrid 3 - 0 ( 1 - 0 no tempo regulamentar e 2 - 0 no
prolongamento ).

Costa Pereira; Augusto Silva, Germano, Raúl e Cruz; NETO ( Jorge Calado ) e Coluna; José Augusto, Torres, Eusébio e Iaúca ( Serafim ).


Época 1961 / 1962
Da esquerda para a direita:
De Pé : Serra, Germano, Humberto Fernandes, Cruz, NETO e Costa Pereira.
Agachados : José Augusto, Santana, Águas, Coluna e Simões.


Sporting de Braga

1966 / 67 - ( 6 jogos / 0 golo )


Internacional "B"

08 / 12 / 1960 - Portugal "B" - França "B" 0 - 0

Rita ( Covilhã ); Lino ( Sporting ) e Hilário ( Sporting ); NETO ( Benfica ), Morato ( Sporting ) e Vicente ( Belenenses ); Carlos Duarte ( Porto ), Iaúca ( Belenenses ), Jorge Humberto ( Académica ), Rocha ( Académica ) e Uria ( CUF ).

Nota : Foi considerado pela imprensa francesa como o melhor jogador em campo.


1960
Selecção Nacional B
Da esquerda para a direita:
De Pé : Rita, Lino, Morato, NETO, Hilário e Vicente.
Agachados : Carlos Duarte, Iaúca, Jorge Humberto, Rocha e Uria.

4 comentários:

  1. Depois da sus carreira de futeblolista, tinha un comercio de peixe na plaçà do MOntijo

    ResponderEliminar
  2. É verdade, meu grande amigo NETO.
    Tenho muitas recordações dele,ele tinha orgulho na sua sala de trofeus, onde ao sentro dentro de uma vitrine ostentava 2 faixas de campeão europeu,sentime orgulhoso por telas colocadas no meu pescoço.
    enfim, tempos que já não voltam, lembram-se da pequena pastelaria que ele teve no mercado antes de se dedicar ao peixe?
    SAUDADES...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só me lembro que meu pai comprava-le peixe e me dizia que era uma antiga gloria do Benfica et que jogava com o Eusebio. Mas parece-me que sim o meu pai disso-me que ele antes tinha uma pasteleria. O meu pai tambem vendia bolos era conhecido como o Ze dos Bolos!

      Eliminar
  3. Eu só me lembro que meu pai comprava-le peixe e me dizia que era uma antiga gloria do Benfica et que jogava com o Eusebio. Mas parece-me que sim o meu pai disso-me que ele antes tinha uma pasteleria. O meu pai tambem vendia bolos era conhecido como o Ze dos Bolos!

    ResponderEliminar